Deputada Dandara solicita ao Ministério da Saúde informações sobre a vacinação contra dengue em Uberlândia

janeiro 26, 2024

Diante da ausência da cidade de Uberlândia entre as cidades prioritárias para receber as primeiras doses da vacina contra a dengue, a deputada Dandara entregou, através de sua assessoria, um ofício em mãos, ao diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, Eder Gatti, para solicitar informações sobre a primeira etapa de vacinação da dengue no Brasil. Confira o ofício abaixo:

Na reunião, o diretor explicou os critérios para estratégia de vacinação e como se deu a escolha do público-alvo:

1º) O Brasil é o primeiro país do mundo a garantir a vacina contra a dengue na rede de saúde pública, através do SUS.

2º) Diante da capacidade limitada de produção de vacinas pelo laboratório, foi necessário definir critérios para a estratégia de vacinação. A escolha das cidades e do público-alvo levou em consideração os critérios da Organização Mundial da Saúde e foi decidido em conjunto com Conass e Conasems, órgãos representantes de estados e municípios.

4) O público prioritário são crianças e jovens entre 10 e 14 anos, pois é a faixa etária com o maior índice de hospitalização por dengue, depois dos idosos. 

5) Para escolha das cidades, os critérios foram: municípios com mais de 100 mil habitantes com alta transmissão de dengue, série histórica de 10 anos de alta ocorrência de dengue combinado com os últimos 6 meses de ocorrência de dengue e a detecção da dengue do sorotipo DENV2 em dezembro de 2023. 

6) O governo se comprometeu em divulgar, nos próximos dias, o ranking de prioridade da vacinação nas cidades. Ao todo, foram incluídos cerca de 500 municípios em 16 estados para a imunização que começa em fevereiro. Ou seja, há estados inteiros que não foram contemplados.

7) O Brasil adquiriu (entre compra e doação), ao todo, 6,5 milhões de doses para 2024. Em 2025, receberá 9,5 milhões de doses (novas cidades serão contempladas). Em 2026, o Instituto Butantã já sinalizou a produção nacional da vacina. 

7) A vacina é de duas doses e, por isso, tem efeito de longo prazo. Quem receber a primeira dose em fevereiro, por exemplo, receberá a segunda dose em maio. Dessa forma, só estará imune em junho. Por isso, a vacinação será uma aliada em conjunto com todas as outras estratégias no combate à dengue nos estados e municípios. 

8) O governo federal também alertou para a subnotificação dos casos de dengue nos municípios, que é de responsabilidade das Secretarias de Saúde – motivo pelo qual algumas cidades podem ter ficado de fora dessa primeira etapa da vacinação.

Seguiremos empenhados para trabalhar e articular junto ao governo federal para garantir a vacinação para a nossa cidade.

Deputada Dandara reúne com Ministro da Integração e Desenvolvimento Regional e pede solução urgente diante dos alagamentos recorrentes em Uberlândia

A Deputada Federal Dandara, representante do Triângulo Mineiro na Câmara dos Deputados, participou nesta segunda (29) de uma reunião com o Ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, em Brasília, para demonstrar sua preocupação diante dos alagamentos recorrentes em Uberlândia e buscar soluções diante da inoperância da Prefeitura.

Leia mais »

Acreditamos na transformação pela coletividade e queremos construir com você! Bora?

Acreditamos na transformação
pela coletividade e queremos
construir com você! Bora?